14 de junho de 2018

Alunos do SESI são premiados em torneio de robótica na Estônia

Alunos do Serviço Social da Indústria (SESI) conquistaram mais dois prêmios internacionais. Dessa vez, foi no torneio de Robótica da Estônia, na Europa, que reuniu mais de 100 times de diversos países. A equipe Biotech, do SESI de Barra Bonita (SP), ganhou o prêmio de Trabalho em Equipe. Já os estudantes do SESI Fenix, de Bauru (SP), foram premiados na categoria Programação. A competição na Estônia foi a última da temporada Hydro Dynamics de robótica, e que trouxe ótimos resultados para o Brasil.

A bandeira verde e amarela chegou ao topo da robótica mundial em abril com conquista dos alunos do SESI de Americana (SP), do primeiro lugar geral no principal torneio de robótica do mundo, o World Festival, em Houston, nos Estados Unidos. A competição, considerada a “Copa do Mundo” da robótica, teve mais uma equipe brasileira no pódio: o terceiro lugar geral ficou com as meninas da equipe Jedi’s, do SESI de Jundiaí (SP). Veja os outros brasileiros premiados no World Festival. As equipes brasileiras garantiram vagas nos mundiais por conta do bom desempenho no Torneio Nacional de Robótica FIRST LEGO League, organizado pelo SESI.

 

Em maio, os alunos do SESI de Goiânia conquistaram o segundo lugar geral do torneio internacional de robótica da Europa Central, na Hungria. O time Lego da Justiça, do SESI Planalto, competiu com outras 67 equipes, de 40 países. Ainda na Hungria, outras duas equipes brasileiras também foram premiadas: a Robotics School, do SESI de Ourinhos (SP), ficou em primeiro lugar na categoria Solução Inovadora. Já os estudantes do Francodroid, do Colégio Liceu Franco-Brasileiro, do Rio de Janeiro, levou o primeiro lugar em Estratégia e Inovação.

 

Enquanto isso, também em maio, nos Estados Unidos, a equipe Robocoe, do Colégio Coesi, de Aracaju, disputava o torneio internacional na cidade de Fayetteville, em Arksansas. Os meninos de Sergipe ganharam o primeiro lugar na categoria Design do Robô e ainda ficaram na segunda colocação em Desempenho do Robô. A equipe Robocamb, da Escola SESI de Educação Básica Industrial Abelardo Lopes, de Maceió, também participou da disputa nos Estados Unidos, mas não levou nenhum prêmio.