20 de outubro de 2017

Circuito PIM Amazônia tem início

ARBITRAGEM FOI O TEMA DA 1ª EDIÇÃO DO CIRCUITO

A alternativa jurídica para resolver conflitos, conhecida como Arbitragem, foi tema da 1ª edição do Circuito PIM AMAZÔNIA, um projeto idealizado pela Editora Balponte com o objetivo de funcionar como ferramenta de comunicação, capacitação e atualização técnica para os profissionais que atuam na área empresarial na região Norte. O evento aconteceu na última quinta-feira (19), no Novotel Manaus, com a presença de gestores e profissionais que atuam em empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) e da iniciativa pública.

Com o apoio da Yuri Dantas Barroso Advocacia, a palestra foi conduzida pelo advogado Paulo Bernardo Lindoso, membro do Comitê de Arbitragem da OAB/AM e do Comitê Brasileiro de Arbitragem (CBAr). Os participantes tiveram a oportunidade de conhecer melhor a prática jurídica que tem se destacado no eixo Sul e Sudeste do país, e que começa a ganhar praticantes na região Norte, como por exemplo a Eletrobrás Amazonas Energia, que já inseriu em seus contratos a cláusula compromissória de arbitragem há alguns anos, mas que ainda não é uma prática comum. Maria da Fé, gestora de seguros da empresa, disse que a arbitragem pode ser uma solução para grandes contratos. “Mesmo às custas do processo sendo altas, as soluções são rápidas, então se ganha pela agilidade do processo”.

Já o supervisor e coordenador da área de qualidade da Salcomp, Jeferson Barreira, que ouviu falar sobre o tema pela primeira vez, ficou surpreso com a eficiência do método em encontrar solução de forma eficaz, rápida e que no frigir dos ovos não é um custo, mas ganho para a empresa.

Você pode conferir na próxima edição da Revista PIM Amazônia (Nr. 91) a matéria completa sobre o funcionamento das Câmaras de Arbitragem no Brasil e no mundo, com simulações, tabelas comparativas e benefícios do método.