5 de janeiro de 2018

CNI: 7 previsões da indústria para a economia brasileira em 2018

De acordo com o Informe Conjuntural da Confederação Nacional da Indústria (CNI), depois de quatro anos de queda, os investimentos voltarão a crescer em 2018. As empresas também devem contratar mais do que em 2017

Neste ano, a economia brasileira consolidará a trajetória de crescimento iniciada em 2017. A indústria crescerá 3% e as empresas aumentarão a oferta de vagas para os trabalhadores.  As previsões estão na edição especial do Informe Conjuntural da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Conforme as estimativas, a inflação continuará baixa, abrindo caminho para uma nova redução dos juros.

Algumas das previsões da CNI para o desempenho de sete indicadores econômicos neste ano, são: economia crescendo 2,6%; indústria terá expansão de 3%; investimentos aumentarão 4%; consumo terá expansão de 2,8%, taxa de desemprego cairá para 11,8%; inflação ficará em 4,4% e taxa média de juros será de 6,75% ao ano.

A CNI destaca, no entanto, que, no médio e no longo prazo, a economia será influenciada pelas eleições de 2018. “A consolidação da vitória de uma candidatura comprometida com a continuidade e aprofundamento das reformas deverá intensificar o processo de recuperação e pavimentar um novo ciclo de crescimento com base na expansão do investimento”, destaca a indústria.