7 de janeiro de 2015

Estudantes dos EUA vieram para Manaus conhecer a ZFM

Os universitários  visitam a sede da Suframa e assistem a apresentação sobre a Zona Franca  de Manaus e o importante papel do modelo na Amazônia 

Nesta segunda-feira (5), 20 estudantes do curso de administração da Universidade Estadual de Ohio (The Ohio State University) dos EUA visitaram a sede da Suframa em busca de informações sobre a Zona Franca de Manaus. Na ocasião a Coordenação de Promoção Comercial da autarquia apresentou um breve histórico do modelo, o papel estratégico no desenvolvimento da Amazônia e logística.

A comitiva foi recebida pelo coordenador-geral de Promoção Comercial, Jorge Vasques e pelo coordenador substituto de Estudos Econômicos e Empresariais da Suframa, Renato Freitas. Durante o encontro no auditório da autarquia, Freitas traçou um breve histórico do Modelo ZFM, destacando o papel estratégico que a Zona Franca teve no desenvolvimento da Amazônia Ocidental.

Durante a apresentação foram temas de destaque a logística de distribuição de produtos fabricados no PIM (Polo Industrial de Manaus)- com a utilização de multimodais- e a implantação de ALCs (Áreas de Livre Comércio), localizadas nos países que fazem fronteira com o Brasil como Bolívia, Peru, Colômbia, Venezuela e Guiana.

Freitas explicou para os universitários sobre os incentivos administrados pela Suframa, pelo governo do Amazonas e pela Sudam na região. O coordenador reforçou que aquele que pretende obter vantagens por produzir na Zona Franca de Manaus, além de ter o projeto aprovado pelo CAS (Conselho de Administração da Suframa), “deve cumprir determinadas diretrizes como gerar emprego e renda e reinvestir partes dos lucros na região”, disse.