23 de abril de 2015

Evasão fiscal anual do Brasil aumenta descaradamente

Mesmo antes do aumento na cotação do dólar, US$ 280 bilhões já seria um número impressionante.

 

De acordo com a pesquisa da Tax Justice Network (rede de justiça fiscal, em tradução livre, organização internacional independente com base em Londres, que analisa e divulga dados sobre movimentação de impostos e paraísos fiscais), este é o montante que o Brasil teria perdido, apenas em 2010, através da evasão fiscal – em 2011, ano que o estudo foi divulgado, essa quantidade equivalia a R$ 490 bilhões. O resultado da pesquisa tem como base alguns dados como PIB, gastos do governo, dimensão da economia formal e alíquotas tributárias. Segundo um dos pesquisadores da organização, pesquisas sobre evasão fiscal comprovam que as estimativas do que deixa de ser arrecadado leva em conta também a economia informal.

Esse resultado coloca o Brasil atrás apenas dos Estados Unidos em uma lista de países que mais perdem dinheiro com evasão fiscal. A quantia é 18 vezes maior que o orçamento oficial da Copa do Mundo de 2014 e quase cinco vezes mais que o orçamento federal para a Saúde em 2015, por exemplo. Ainda é bem maior que os R$ 19 bilhões que a Polícia Federal acredita terem sido desviados da União por um esquema bilionário de corrupção envolvendo um dos principais órgãos do sistema tributário brasileiro, o Carf – a agência responsável pelo julgamento de recursos contra decisões da Receita Federal, e que é o principal alvo da Operação Zelotes.

Mas para diversos estudiosos da área, a deflagração da ação policial pode representar o momento em que a sonegação ocupe um espaço maior nas discussões sobre impostos no Brasil, normalmente dominadas pelas críticas à carga tributária no país. “A operação Zelotes mostrou que grandes empresas são pegas (em esquemas de sonegação) e têm grandes valores de dívidas. Mostrou ainda que não há constrangimento em pagar ‘consultorias’ que lhes assessorem em seus pleitos. A evasão fiscal é um problema muito mais grave do que a corrupção, não apenas por causa do volume de dinheiro envolvido, mas porque é ideologicamente justificada como uma estratégia de sobrevivência”, disse à BBC Brasil uma fonte da Receita Federal.

Fonte: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2015/04/150415_brasil_zelotes_evade_fd