14 de março de 2018

Para 92% dos brasileiros é importante o controle de gastos públicos

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Ibope realizaram uma pesquisa denominada de Retratos da Sociedade Brasileira – Perspectivas para as eleições de 2018. Nela foram verificadas as principais preocupações dos brasileiros quando pretendem eleger um governante. A pesquisa foi feita com 2 mil pessoas em 127 municípios.

Para a maior parte dos brasileiros, o presidente da República deve promover mudanças sociais, com melhoria da saúde, educação, segurança e desigualdade social.  A segunda preocupação dos brasileiros é com a moralidade administrativa, no combate à corrupção e punição de corruptos. Foram três as opções dadas aos entrevistados. A última opção mais cotada foi a de priorizar a estabilização da economia, provocando a queda do custo de vida e do desemprego.

Quanto ao perfil do presidente, 79% acredita que é importante o candidato acreditar em Deus. 52% concordam que preferem candidatos de família pobre. Quanto menor a renda familiar dos eleitores, maior o percentual de concordância de que eles preferem votar em candidatos de família pobre.

Entre as características pessoais dos candidatos, foi considerado mais relevante ser honesto, não mentir em campanha, nunca ter se envolvido em casos de corrupção e transmitir confiança. As características menos valorizadas foram: ter pouca exposição da vida pessoal e ser da mesma religião que o entrevistado.

Conhecer os problemas do país, ter experiência em assunto econômicos, possuir boa formação profissional, ter sido governador ou prefeito são requisitos estimados para eleger um novo Presidente da República.

Outro dado interessante foi verificar que os eleitores geralmente votam no candidato que lhe agrada, independentemente do partido ao qual ele faz parte.

Um grande número de 44% dos entrevistados afirma estar pessimista este ano para as eleições no Brasil. Outros 23% não estão otimistas nem pessimistas, 20% estão otimistas e 13% não souberam responder.