21 de maio de 2015

Peixe Baré

Por Equipe PIM Amazônia

Esta semana, a grande vencedora do Concurso de Fotografia da Revista PIM Amazônia é a Maria Mendonça nascida em 1964, em Niterói, no Estado do Rio de Janeiro. Muito jovem ainda, mudou-se para Manaus, quando mergulhou na cultura e hábitos da cidade, despertando sua grande paixão pela natureza amazônica e pela gastronomia local.

Trabalhou como bancária e nas horas vagas se dedicava às experiências gastronômicas, seu talento nato. Retornou a Niterói parar cursar Enfermagem, e logo depois voltou a Manaus através da comissão Pró Yanomami (1998). Nesse período Maria trabalhou, durante seis meses, como auxiliar de enfermagem, sendo responsável pela saúde de 113 índios da tribo Yanomamis, no posto do Demini/Am. Nesse período, ela conta que viveu como se fosse uma índia branca, adotando todos os costumes indígenas.Em 2000, emergiu mais um talento na vida da enfermeira: o artesanato com bambu. De volta a sua cidade natal, começou a desenvolver trabalhos com peças decorativas, realizando exposições e participando de uma feira japonesa permanente, também em Niterói.

Em 2005 resolveu investir no que realmente amava: a gastronomia. Depois se fazer uma especialização no Rio de Janeiro e ter adquirido experiência mudou-se para Bahia, onde trabalhou como Chef de cozinha. Dois anos depois, ela foi para Itália, mais precisamente em Tellaro, na costa do Mediterrâneo. A chef declarou para a Revista PIM Amazônia que naquela região o ato de cozinhar é regido pela emoção entre o alimento e o cozinheiro. Essa paixão transforma uma comida simples em uma dádiva, que pode ser compartilhada com todos através do paladar.

Maria também morou em Trancoso, interior da Bahia, onde viveu nos últimos sete anos. E foi nesse lugar paradisíaco, que ela começou a congelar belas paisagens, usando apenas a câmera do celular. Após 14 anos longe da Amazônia, Maria decidiu retornar para Manaus, mas dessa vez com a intenção de ficar. Encantada pela região norte, ela pretende registrar todos os costumes e hábitos da população local.

“Fotografar para mim é o meu agradecimento diário. E melhor ainda, é poder repartir com todos o que sinto e vejo. Simples assim, pois a vida flui pelos meus olhos”. (Maria Mendonça).

Para ter sua imagem publicada no nosso site e divulgar o seu trabalho, participe do concurso de fotografia da Revista PIM Amazônia. Toda semana uma imagem será escolhida.