16 de dezembro de 2014

PIM vai receber primeiro equipamento ecológico em operação no País

Os equipamentos trazidos pelo Porto Super Terminais vão aumentar a eficiência na movimentação de cargas e reduzir danos ao ambiente

     

A chegada de novos guindastes para movimentação de contêineres ou RTGs (Rubber Tyred Gantry Cranes), como são chamados, vai agilizar as atividades de movimentação de cargas do Polo Industrial de Manaus (PIM). Os equipamentos adquiridos pelo Porto Super Terminais são os primeiros RTG’s “Emissão Zero” da Kalmar a entrar em operação no Brasil.

Na Europa, onde fatores de ganho ambiental são decisivos, estes equipamentos já são plenamente utilizados e difundidos.  Os novos RTGs vão substituir parte da frota de empilhadeiras pesadas (Reach Stackers) que são usadas atualmente na movimentação de contêineres dentro do terminal.

O gerente geral do Super Terminais, Bruno Waskow, explicou que os novos guindastes vão proporcionar maior capacidade e aumento de produtividade durante a movimentação de cargas. “É um grande upgrade no processo atual, no qual a grande diferença é que com a implantação destes equipamentos haverá menos movimentações, portanto, ganho de produtividade de mais de 30% e aumento da capacidade estática em torno de 35%”, explicou.

Com os novos RTGs, haverá maior agilidade na entrega e uma significativa redução de emissão de gases poluentes bem como o consumo de Diesel. Bruno lembra ainda dos benefícios ecológicos que a ferramenta proporciona. “Trata-se não só de um novo mecanismo que vai otimizar a movimentação das cargas, mas também de um equipamento 100% elétrico e ecologicamente correto, sendo o único no País”, disse. 

Mais importante que o ganho de eficiência operacional, é o benefício ao ambiente. Enquanto um RTG convencional consome 25 litros de diesel por hora emitindo gases poluentes, um RTG elétrico deixa de emitir 266 toneladas de COao ano. “Vamos reduzir nossa emissão em mais de mil toneladas de COao ano. Esse foi o principal motivo na decisão pelo equipamento ecológico, de acordo com nossa política ambiental e respeito à cidade de Manaus, principalmente por estarmos sediados no coração da floresta Amazônica”, lembrou Bruno.

Sobre o Porto Super Terminais

O Porto Super Terminais faz parte de um Grupo Empresarial que atua há mais de 30 anos na área de logística e portuária sendo pioneiro no segmento. É responsável atualmente por descarregar 95% das cargas de projetos da região, e, por 50% da navegação de longo curso (importação e exportação) do Polo Industrial de Manaus. O investimento nos equipamentos que entrarão em funcionamento no segundo semestre de 2015 fazem parte do plano anual de melhorias que irá aportar mais de R$ 90 milhões até 2015 na modernização das operações.