19 de julho de 2016

PIM vê sinal amarelo no pós-Dilma

Afastamento da presidente dá alento ao setor, mas governo interino de Michel Temer ainda precisa conquistar confiança para destravar investimentos.

Capa

As medidas econômicas anunciadas recentemente pelo governo provisório do presidente Michel Temer causaram um certo alívio às lideranças do Polo Industrial de Manaus (PIM), bastante prejudicado pela crise que vive o Brasil. Os executivos à frente da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e das empresas incentivadas pelo modelo reconhecem que nada vai ser resolvido de hoje para amanhã, mas admitem que às medidas apontam que houve mudança na política econômica com a troca de Dilma por Temer.

 

Representantes do setor produtivo ouvidos pela reportagem da Revista PIM Amazônia consideram que a presidente afastada se perdeu na questão fiscal, o que fez a arrecadação cair e os gastos aumentarem, levando à atual crise.

Para ver a matéria completa garanta esta edição da Revista PIM Amazônia, ou faça sua assinatura.