15 de outubro de 2016

Plano traça ações para próximos 9 anos

Dirigentes de classe do PIM apostam na execução do PDI para alavancar setor fabril local.

capaOs dirigentes de entidades que defendem os interesses das empresas que formam o Polo Industrial de Manaus (PIM) reconhecem que o ‘Plano Diretor Industrial (PDI): Diretrizes Táticas para a Área de Atuação da Suframa (2017-2025)’, lançado recentemente pela autarquia, foi muito bem elaborado.

A expectativa é com relação a sua execução, no sentido de diversificar a Zona Franca de Manaus (ZFM) e torná-la mais atrativa aos investidores, tendo em vista a prorrogação da vigência dos incentivos fiscais até 2073. Segundo o órgão, o documento, resultado de seis meses de análises críticas e discussões entre técnicos do órgão e representantes da sociedade civil, contém 31 diretrizes táticas distribuídas em oito áreas temáticas estratégicas: Desenvolvimento Organizacional; Gestão de Incentivos Fiscais; Logística; Ciência e Tecnologia; Atração de Investimentos; Inserção Internacional; Capital Intelectual e Empreendedorismo; e Desenvolvimento Produtivo.

 

Para ver a matéria completa garanta esta edição da Revista PIM Amazônia, ou faça sua assinatura.