9 de agosto de 2018

Produção Industrial do Amazonas cai em junho

Em comparação ao mês imediatamente anterior, junho registrou queda na produção industrial no Estado do Amazonas de -1,1%. Dos 15 locais pesquisados, apenas esse estado do Norte juntamente com Espírito Santo (-2,0%) apresentaram resultados negativos para o mês.

 

Houve crescimento da produção nos estados do Paraná (28,4%), Mato Grosso (25,6%), Goiás (20,8%), Rio Grande do Sul (17,0%), Santa Catarina (16,8%), São Paulo (14,8%) e Pernambuco (13,5%). Os demais locais com índices positivos foram a Região Nordeste (12,3%), Bahia (11,6%), Minas Gerais (7,1%), Ceará (6,8%), Pará (2,8%) e Rio de Janeiro (2,2%).

 

Na comparação com igual mês de 2017, o setor industrial cresceu em 11 dos 15 locais pesquisados. As maiores altas ocorreram no Pará (13,3%), impulsionada pelas indústrias extrativas (minérios de ferro em bruto ou beneficiados); em Pernambuco (10,0%), com aumento dos produtos alimentícios, produtos de metal, produtos de minerais não metálicos e máquinas, aparelhos e materiais elétricos; no Paraná (9,7%), com alta de veículos automotores, reboques e carrocerias e coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis; e na Bahia (9,0%), com destaque para veículos automotores, reboques e carrocerias e metalurgia.

 

A Região Nordeste (6,6%), Amazonas (4,2%) e São Paulo (4,0%) também registraram taxas positivas acima da média nacional (3,5%), enquanto Santa Catarina (3,5%), Rio de Janeiro (2,2%), Rio Grande do Sul (1,1%) e Minas Gerais (0,4%) completaram os locais com alta na produção.