17 de julho de 2017

Redução de Juros favore a contenção dos custos da indústria, diz CNI

O último levantamento publicado pela CNI ( Confederação Nacional das Indústrias) sobre os custos da indústria brasileira no primeiro trimestre de 2017, aponta que houve uma redução em 8% nos indicadores, comparando com o mesmo período do ano anterior.

Este índice é medido pelos custos tributários, gastos com capital de giro e despesas com a produção. Em relação ao período imediatamente anterior ao primeiro trimestre de 2016, apesar do crescimento em 1% com os gastos da empresas na produção, que leva em conta os custos com pessoal, energia e bens intermediários, houve queda de 3% no índice de custo tributário e 5,2% no de capital de giro. Estes números contribuem, assim, para a contenção nos custos da indústria brasileira.

O acompanhamento do indicador de custos industriais permite que as empresas comparem seus custos com a média nacional e façam ajustes nas contas, seja por meio do controle de despesas ou pela negociação com os fornecedores. O indicador também antecipa movimentos nos preços dos produtos industrializados, explica o gerente-executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca. “Aumentos ou quedas expressivas nos custos podem indicar a alta ou a redução dos preços para o consumidor no curto prazo”, afirma Fonseca.

“Mesmo com os custos da indústria em baixa, a redução de 4,5% dos preços em reais dos produtos importados (frente aos produtos internos) não favorece a competitividade entre o mercado industrial brasileiro”, aponta o estudo.