18 de dezembro de 2015

“RETOMADA VIRÁ PELA APOSTA EM MERCADOS PERIFÉRICOS”

 

entrevista

O segmento de papelão ondulado, responsável pela embalagem da maior parte dos produtos do Polo Industrial de Manaus (PIM), se ressente da falta de perspectiva diante do atual cenário de crise. A Associação Brasileira de Papelão Ondulado (ABPO) atestou queda de 4,42% para o subsetor industrial em outubro de 2015 ante o mesmo mês de 2014. No acumulado de janeiro a outubro deste ano, o recuo foi de 3,33% em relação ao ano passado, com 2,771 milhões de toneladas. Na crença de uma retomada de mercado ainda no primeiro semestre de 2016, a Hevi Embalagens, implantada há dois anos no parque industrial de Manaus para atender o mercado local, está procurando mercados periféricos na região. O foco da empresa como alternativa para suprir os volumes perdidos são os Estados do Pará, Rondônia e Roraima. Responsável pelas Relações Institucionais e Corporativas da fabricante de embalagens, Urias Sérgio de Freitas, disse que no último quadrimestre do ano, período em que deveria ter ocorrido a concentração de vendas, foi fraco. Nesta exclusiva concedida à Revista PIM Amazônia, o economista avaliou ainda que a forma como as empresas reagirem neste período determinará como se posicionarão no mercado pós-crise.

 

Para ver a matéria completa compre esta edição da Revista PIM Amazônia, ou faça sua assinatura.