19 de dezembro de 2014

Segmento de medicamentos começa se fortalecer no PIM

Polo Industrial recebe investimento de R$ 76 milhões com projeção de gerar 172 postos de trabalho diretos na unidade local que será inaugurada nos primeiros meses de 2015

   

Por Camila Carvalho 

O Polo Industrial de Manaus (PIM) acena para o desenvolvimento de novas matrizes econômicas para o Estado do Amazonas que se somarão às demais existentes, atraídas pelos incentivos fiscais do modelo Zona Franca. Um dos segmentos emergentes é o de medicamentos que acaba de ganha mais uma empresa para o setor, desta vez para industrialização de agulhas, tubos para coleta a vácuo e equipo descartável de plástico para uso médico.

Trata-se da Med Goldman Indústria e Comércio que teve seu projeto aprovado, na penúltima reunião de 2014, do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam), realizada no dia 29 de outubro. O investimento é de R$ 76 milhões com projeção de gerar 172 postos de trabalho diretos na unidade local que será inaugurada nos primeiros meses de 2015.

No ano passado, os conselheiros aprovaram projeto da Novamed para a fabricação de remédios sólidos com recursos de R$ 370 milhões. A empresa já iniciou suas atividades em agosto deste ano, voltada para a produção de medicamentos genéricos, de referência e similares.

A inauguração da fábrica foi aprontada como “uma nova frente de oportunidades na ZFM, além de estimular a instalação de novas unidades da indústria farmacêutica na capital amazonense”. Por ocasião da inauguração, os dirigentes do grupo Novamed acenaram com a possibilidade de pesquisar e produzir novos medicamentoscom ingredientes presentes na região Amazônica.