15 de outubro de 2016

Segmento está entre os cinco que mais faturam no PIM

Fabricantes de duas rodas do PIM acreditam neste mercado, apesar do fator econômico e restrição do crédito

industriaO segmento de duas rodas, um dos cinco maiores do Polo Industrial de Manaus (PIM), respondeu por 15,60% do faturamento global da indústria incentivada pelo modelo Zona Franca de Manaus (ZFM), um montante de R$ 40,4 bilhões, no acumulado dos seis primeiros meses de 2016.

Apesar do cenário nada animador enfrentado pelos fabricantes do setor, decorrente da crise econômica que o País enfrenta nos últimos dois anos, a motocicleta é apontada como o segundo produto, entre os dez principais do Distrito, conforme os Indicadores de Desempenho do PIM levantado no período de janeiro a julho. Mesmo assim, o segmento continua sem expectativa de recuperar as perdas acumuladas nos últimos anos.

Dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) atestam que as fabricantes de duas rodas produziram 464,35 mil motocicletas, o que representa queda de 33,4% na comparação com o mesmo período de 2015 (697,54 mil unidades). Conforme a entidade, a comercialização de motos no atacado (para as concessionárias) também registrou retração.

Para ver a matéria completa garanta esta edição da Revista PIM Amazônia, ou faça sua assinatura.