9 de junho de 2016

Um paraíso que investe na Zona Franca

Quando se fala nas Ilhas Cayman, uma das imagens mais comuns que costuma vir à mente é a de suas praias paradisíacas e da arquitetura histórica e colonial de sua capital, George Town.

Trata-se de um ativo que enriquece o potencial turístico desta nação, que preferiu permanecer sob jurisdição do Reino Unido, e que está situada no mar do Caribe, a 650 quilômetros do Sul de Miami (EUA) e a 300 quilômetros de Cuba.

Hotéis de luxo, mais de 150 restaurantes de origens diversas e lojas de grife ajudam a alavancar o turismo receptivo, originário principalmente de cruzeiros que passam pela região.

Para ver a matéria completa garanta esta edição da Revista PIM Amazônia, ou faça sua assinatura.